Plástica pós-parto: Em quanto tempo a mulher pode se submeter a cirurgia?

Será que meu corpo voltará ao normal? Essa é a pergunta que fica na cabeça das mulheres após passar pelo processo gestacional e o nascimento. A gravidez é um sonho de muitas mulheres e marca muitas mudanças, principalmente no corpo das futuras mães.

Se durante a gravidez era normal engordar um “pouquinho” por mês, durante a recuperação da silhueta a expectativa de perda de peso é para o mais breve possível, mas a realidade é outra.

Segundo o médico cirurgião plástico Dr. Vitor Eduardo de Menezes e Souza, estudos aconselham de 6 meses a um ano para se pensar em realizar as cirurgias plásticas e ainda vai depender se a mamãe não estiver mais amamentando. “Após o parto, a mãe está em fase de regressão do inchaço natural da gravidez e sob efeito de alterações hormonais, com o corpo voltando ao seu estado natural depois de ganhar de 9 a 20 quilos a mais em alguns casos. Além disso, o procedimento cirúrgico, especialmente mamário só pode ser feito a partir de 6 meses após passar o período da amamentação já que as glândulas estarão produzindo leite e a mama ainda parecerá inchada”, explicou o médico.

No pós-parto, o procedimento mais procurado pelas mulheres é a correção da mama, que por causa do grande aumento e diminuição de tamanho em pouco tempo, pode apresentar flacidez. Outra coisa que incomoda essas mulheres é a incômoda sensação de “queda”, que pode ser corrigida. Mas, aquelas que gostaram do aumento dos seios por causa da lactação, também podem optar pelo implante de silicone.

O segundo procedimento mais procurado é a lipoaspiração, que pode ser acompanhada ou não pela abdominoplastia. Esta fica reservada às pacientes que tiveram a musculatura abdominal afastada (diástase) e excesso de pele (isso ocorre com mais frequência nas mulheres que aumentaram muito de peso durante a gestação, que iniciaram a gestação já acima do peso, gravidez múltipla e nas que não realizam atividades físicas antes, durante e após a gravidez).

Porém, para as mamães, o período pós-cirúrgico pode ser mais delicado e difícil, pois serão necessários repouso e cuidados especiais, como drenagem linfática, e no caso da cirurgia de mama, ficar sem levantar peso de 6 a 8 semanas, tudo isso mesmo com um bebê em casa.

Por isso, é necessário pensar bem. “O ideal é que, após passar o período de recuperação do parto, a mulher deve retomar atividades físicas e realizar dieta (orientada por um profissional). Apenas após isso, e se houver insatisfação, deve procurar um cirurgião plástico”, ressalta Dr. Vitor.

Além disso, sempre é importante escolher um bom cirurgião, que seja registrado no órgão regulador de medicina e que tenha um impecável histórico profissional. Ao encontrar o médico, há uma série de informações a serem trocadas, entre elas se a mulher vai ter mais filhos; se tem algum problema de saúde; se o que ela quer é possível de ser realizado, entre outras coisas.

Deixe uma resposta