Dê tchau sem medo da flacidez do seu braço com a braquioplastia

Lifting de braço, dermolipectomia braquial ou braquioplastia é a cirurgia plástica indicada para tratar o excesso de gordura localizada, flacidez ou pele da região do braço, principalmente na região do tríceps, também conhecido como “músculo do tchau”.

As causas mais comuns para que os braços fiquem com aparência flácida são as oscilações no peso, o envelhecimento e, também, fatores hereditários. Na academia há exercícios específicos para evitar a flacidez da massa ao redor dos braços. Porém, o que fazer quando essa flacidez passa um pouquinho da conta? Fazer exercícios localizados ajuda, entretanto, não trata o excesso de pele que perdeu elasticidade ou os tecidos subjacentes enfraquecidos e a gordura localizada.

Indicação

A braquioplastia normalmente é indicada para quem possui uma flacidez severa e excesso de pele e gordura nos braços. Em geral, isso ocorre em pessoas que perderam muito peso (como após uma cirurgia bariátrica ou reeducação alimentar) ou quem tem predisposição genética para flacidez, principalmente após o envelhecimento.

De acordo com o médico cirurgião plástico Dr. Vitor Eduardo de Menezes e Souza, a braquioplastia deve ser feita com um cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. “O sucesso e a segurança do procedimento cirúrgico dependem muito de sua sinceridade durante a consulta. Você será questionado sobre sua saúde, desejos e estilo de vida”, explica.

Na consulta médica, é extremamente importante que o médico examine de forma minuciosa o caso específico do paciente que deseja realizar o procedimento, uma vez que a braquioplastia somente é indicada para eliminar o excesso de pele. “Há casos em que o paciente apresenta, na verdade, excesso de gordura na região e o procedimento mais indicado é a lipoaspiração e não a cirurgia de braço”, ressalta Dr. Vitor Eduardo.

O procedimento

O procedimento cirúrgico é para reposicionamento da pele no braço e a retirada de seu excesso, para eliminar a flacidez do local. O procedimento pode ser feito com anestesia local e sedação ou anestesia geral, principalmente quando ela é associada a outras plásticas, como abdominoplastia ou mamoplastia.

Dr. Vitor explica que o corte é feito na parte inferior do braço, região onde também estarão as suturas e uma cicatriz. A cicatriz desaparece com o tempo ou se torna quase imperceptível e não deve ser motivo para preocupação. “É claro que a aparência da cicatriz também dependerá do cuidado que o paciente apresenta no período pós-operatório. Seguir as recomendações de seu médico é fundamental para o sucesso da cirurgia. É importante que as incisões cirúrgicas não estejam sujeitas à força excessiva, ao inchaço, à escoriação, ou ao movimento durante o período de cicatrização”, recomenda o cirurgião plástico.

A cirurgia dura cerca de duas horas e recomenda-se um dia de internação. A anestesia pode ser geral ou local, a depender do método do médico e do organismo do paciente.

De acordo com Dr. Vitor, os contornos mais suaves que resultam da braquioplastia são visíveis quase que imediatamente após o procedimento, embora os resultados iniciais sejam um pouco obscurecidos pelo inchaço e hematomas. “O resultado dessa cirurgia é um contorno corporal mais bonito nessa região do corpo, com menor flacidez e aspecto de pele mais firme”, define Dr. Vitor.

Pós-Operatório

A internação normalmente dura um dia, mas é indicada uma semana de repouso. Muitos cuidados são necessários no pós-operatório: o paciente deve ficar sem levantar os braços por 21 dias. A drenagem linfática também é indicada para a redução do edema. É preciso usar malha elástica compressiva na região durante 1 mês, não fazer movimentos bruscos com os braços, evitar pegar peso e levantar os braços nas primeiras semanas.

Exercícios físicos em geral devem ser evitados por 21 dias, e exercícios específicos para o braço só podem ser feitos após dois meses, em geral. Também é preciso proteger bem a cicatriz dos raios solares, para evitar que ela escureça.

Além da aparência, a eliminação do excesso de pele também permite que os braços se tornem mais leves, melhorando a funcionalidade dos membros em atividades diversas. De toda forma, Dr. Vitor explica que a manutenção do resultado depende de você manter peso estável e boa forma, do seu tipo de pele e de características hereditárias.

Para avaliação, agende uma consulta no Centro de Cirurgia Plástica Geminus.

Deixe uma resposta